quarta-feira, 4 de maio de 2016

Cartomante explica futuro do País até 2020

O Manuel Silva anda deprimido com a situação financeira e instável do país, e como tem perdido muitas horas de sono, resolveu ir a uma cartomante.
Depois entrar e explicar a situação, a cartomante deitou as cartas, analisou, pensou e disse-lhe: "Isto vai ser assim até 2020!"
Então o Manuel ainda curioso, perguntou à cartomante: "E depois?"
- Depois você habitua-se...

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Carta de um homem que não queria ir à Tropa

Texto verídico de um homem que não queria ir à tropa
Exmo Sr. Ministro da Defesa,
Venho deste modo explicar-lhe uma situação delicada que tem vindo a ocorrer, de maneira a poder obter um eventual apoio vindo de Vossa Excelência.
Tenho 25 anos, e fui esta semana chamado para ir à tropa. Sou casado com uma viúva de 43 anos, mãe de uma jovem de 26 anos, da qual sou Padastro. O meu pai, por seu lado, casou-se com essa jovem em questão.
Neste momento, o meu pai passou a ser o meu genro, uma vez que se casou com a minha filha.
Deste modo, a minha filha, ou chamemos-lhe, enteada, passou a ser a minha madrasta, uma vez que é casada com o meu pai.
A minha esposa e eu tivemos, no mês passado, um filho.
Esse filho tomou-se o irmão da mulher do meu pai, portanto o cunhado do meu pai.
O que faz com que seja o meu tio, uma vez que é o irmão da minha madrasta.
O meu filho é, portanto, o meu tio...
A mulher do meu pai teve no Natal um rapaz, que é ao mesmo tempo o meu irmão, uma vez que ele é filho do meu pai, mas o meu neto por ser o filho da minha enteada, filha da minha esposa.
- Desta maneira sou o irmão do meu neto!
E como o marido da mãe de uma pessoa é o pai da mesma, verifiquei que sou o pai da minha esposa, e o irmão do meu filho.
Resumindo: sou o meu avô!!!
Deste modo, Sr Ministro, peço-lhe que estude pacientemente o meu caso, porque a lei não permite que o pai, o filho, e o neto sejam chamados à tropa na mesma altura.Agradecendo antecipadamente a sua atenção, mando-lhe os meus melhores cumprimentos.
José Silva

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Jovem esposa sem atenção do marido

Anabela era uma jovem esposa desesperada, que decide ir ao psicólogo.
- Ah, doutor, eu não aguento mais ...
Apesar de todos os meus esforços, o meu marido Carlos não me dá atenção nenhuma.
Desde que nos casamos, ele só fala na mãe, na mãe, e na mãe.
É como se eu não existisse.
- Olhe Anabela já experimentou preparar um jantar especial?
- Já. E não adiantou, disse que a comida da mãe dele era melhor que a minha!
- Ouça, tenho uma ideia.
Se há um domínio onde a sua sogra não pode rivalizar, é na cama.
Esta noite, vista uma lingerie super sexy de cor preta e inclua uma cinta-liga negra também... Ele não vai resistir!
Anabela seguiu à risca o plano, sem se esquecer de nenhum detalhe. De facto, nunca estivera tão sexy...
No principio da noite o dia o marido chega a casa, arregala os olhos e diz ... :
- Anabelaaaaa,
Estás toda de preto...
Aconteceu alguma coisa à minha mãe???

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Lisboeta e Alentejano na mesma barbearia

Um lisboeta e um alentejano foram parar à mesma barbearia.
Enquanto estavam a ser atendidos, não se trocou uma única palavra. Os barbeiros temiam iniciar qualquer conversa, pois poderia descambar numa discussão
Terminaram a barba aos seus clientes mais ou menos ao mesmo tempo.
O barbeiro que tinha o lisboeta na sua cadeira estendeu o braço para apanhar o frasco do after-shave e foi prontamente interrompido pelo seu cliente:
- Nada disso, não quero cá perfumes! A minha mulher vai sentir esse cheiro e pensar que eu estive numa casa de prostitutas.
O outro barbeiro virou-se para o alentejano e indagou:
- E o senhor?
O alentejano respondeu:
- Ponha bastante, compadre!... A minha mulher nunca lá esteve, por isso nã conhece o chêro...
E assim começou o maior arraial de porrada jamais visto numa barbearia!

domingo, 3 de abril de 2016

Peripécias de um viajante no autocarro publico

Apanho o autocarro número de 21 e dirigo-me ao motorista.
- Um bilhete para o aeroporto se faz favor.
O motorista aponta para visor da caixa registadora onde marca 2,22€.
Entrego 2,25€ e enquanto aguardo penso: Podiam ter arredondado o preço para 2€ ou até mesmo 2,25€ para facilitar o troco.
O motorista resmunga enquanto tenta encontrar 0,03€ para me entregar,. lá encontra e dá o troco
Obrigado, respondi eu e sento-me, enquanto observo outro cliente sem os 2,22€ certos, entregou 2,50€.

O motorista enquanto procura troco vocifera:-
-Vocês pá acham que nós é que temos que ter trocos... continua a resmungar... podiam vir já com a quantia certa não é?... não somos um super mercado. 
Eu penso, será que ele disse mesmo isto? 
Entram duas raparigas turistas, bonitas e todas sorridentes, queriam ir para o aeroporto mas também não tinham dinheiro trocado, entregam 10€ para pagar dois bilhetes. 
O motorista é só sorrisos e mais sorrisos enquanto tira uma mala escondida cheia de trocados, entrega o troco e ainda diz, num inglês de praia perfeito, Good buy and safe travels
Pensei cá para mim: ao menos, aquelas aulas de inglês que os motoristas tiveram serviram para alguma coisa.