quarta-feira, 22 de abril de 2015

Quem quer ir para o céu?

Quem quer ir para o céu?


A professora pergunta aos alunos:
- Quem é que quer ir para o céu?
Todos levantam a mão, menos o Luisinho. Pergunta a professora:
- Luisinho, não queres ir para o céu?
E responde o Luisinho:
- Querer eu quero, mas a minha mãe disse-me que depois das aulas era para eu ir directo para casa!

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Oral na Faculdade de Medicina Americana

No exame oral de uma Faculdade Americana, o Professor interpelava alguns alunos/as.

- Minha senhora, diga-me, por favor, qual é o órgão do corpo humano que dilata até sete vezes o seu tamanho normal?
 A aluna retorce-se, transpira, cora indecentemente. Decide mesmo recusar-se responder à pergunta

Numa sucessão de respostas infelizes a outras questões, acaba por chumbar. Na oral imediatamente seguinte, o professor resolve insistir na pergunta.


- Minha senhora, qual é o órgão do corpo humano que dilata até sete vezes o seu tamanho normal?


A aluna, responde imediatamente: É a íris, senhor professor.

O examinador, com um sorriso largo acrescenta: Por favor, diga à sua colega que vai ter muitas desilusões ao longo da vida.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Bêbado e boazonas na paragem

Um homem bêbado senta-se numa paragem de autocarros entre duas mulheres boazonas.


Diz uma delas:
- Que horror, que cheiro a álcool!!

O bêbado responde:
- Mau, começamos mal... Também me cheirou a PU*AS e eu não disse nada!!!!!!

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Praia Bandeira Azul Guiné Equatorial

Constatamos em primeira mão a primeira praia na Guiné Equatorial com Bandeira Azul.

Para fazer jus à sua entrada na CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) até afixou um cartas em língua portuguesa para fazer cumprir as normas.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Marido ajuda mulher no tribunal

Uma mulher foi presa por roubar no supermercado.
Quando estava no tribunal, o juiz perguntou-lhe:
-O que é que a senhora roubou?
Ela respondeu:
- Uma lata pequena de pêssegos.
O juiz perguntou-lhe o motivo do roubo, e ela respondeu:
-Porque estava com fome.
O juiz então perguntou à senhora quantos pêssegos tinha a lata:
-Tinha 6 pêssegos.
O juiz deliberou a seguinte decisão:
- Vou mandar prendê-la por 6 dias, 1 dia por cada pêssego.
Mas antes que o juiz pudesse terminar a sentença, o marido dela perguntou se poderia ter uma palavra com o juiz sobre o acontecido.
O Juiz concordou, e perguntou o que ele queria acrescentar ao caso.
Então o marido disse:
- Ela também roubou uma lata grande de ervilhas!